Gestão: Planeamento_Apontamentos

Publicado: maio 15, 2010 em Gestão

4.º Tema

PLANEAMENTO

PLANS ARE NOTHING…PLANNING IS EVERYTHING!!  – General D. Eisenhower

O planeamento estratégico é o desenvolvimento de uma estratégia para a sobrevivência e crescimento a alcançar no curto, médio e longo prazo de uma empresa.

“O  planeamento consiste em conceber um futuro desejado, bem como os meios reais para lá chegar” R.L.Ackroff

Os caminhos se fazem caminhando , a  grande estratégia é daqueles que conseguem fazer caminhos novos, não se interessam em copiar as estratégias dos outros, mas fazem-se inovando.

Projectar o futuro e reduzir a incerteza; Pensar e procurar quais são as inovações, quais são as tendências, para chamar à atenção do nosso meio.

Utilizar estratégias: visão, gerir o tempo, actividade constante, competências, Gestores de topo, Atitudes, Objectivos, Ideias;

O planeamento tem de ser flexível e criativo e não um exercício burocrático.

 

A estratégia corresponde ao comportamento reconhecidos, num longo período de tempo, como consequência das decisões dos seus gestores (que exercem uma fortíssima influencia sobre a estrutura organizacional, aos clientes, concorrentes, fornecedores, comunidade).  A forma como se posicionam condiciona decisivamente o seu desempenho.

 

 

4 Barreiras à Implementação da Estratégia

A Barreira das Pessoas

A Barreira da Visão

A Barreira Operacional

A Barreira de Gestão

 

A Barreira das Pessoas

Há a resistência das pessoas porque, as pessoas têm medo de mudanças, pois têm os seus próprios objectivos individuais, incentivos e competências, que não estão ligados à estratégia; logo é natural que elas reajam;

A Barreira da Visão

Quando não é bem transmitida, a estratégia não é compreendida pelos que têm que implementá-la. Por vezes, são mal informados, não tendo conhecimento sobre o que estão a fazer na empresa, não sabem o porquê que a empresa está a tomar aquele determinado caminho, e isso pode prejudicar a empresa.

 

A Barreira Operacional

O processo de orçamentação está separado do planeamento estratégico, pois não se fazem orçamentos em função de projectos;

A Barreira de Gestão

Os sistemas de gestão estão desenhados para controlo operacional e gasta-se pouco tempo com a estratégia.

 

Planeamento Estratégico

É um processo de Comunicação, Aprendizagem, Recolha de informação, Tomada de decisão (temos de olhar o k se passa à nossa volta perceber o passado para perceber o futuro), através do qual se define a Organização, se formulam Politicas, Objectivos e Estratégias, que depois são traduzidas em Programas, Acções, Orçamentos

   (formulação e implantação de planos)    

                  

           Cada responsável fica a conhecer os seus objectivos específicos;

           A organização resolve o problema de relacionamento com a sua envolvente;

          Pode criar condições para a motivação e desenvolvimento dos funcionários;

 

 

ELEMENTOS DE PLANEAMENTO

HIERARQUIA DAS DECISÕES As grandes decisões estratégicas são definidas pelas seguinte hierarquia:

1.       Missão

2.       Politicas (clarificam os meios)

3.       Objectivos (metas que pretendem alcançar)

4.       Estratégias (depois de definir a meta tem de definir o caminho)

5.       Planos/Programas/Acções (concretizar a parte operacional, “terreno” colocar em prática)

6.       Orçamentos (agora é que é o termo de partida para fazer lucro)

Isto é,

A gestão estratégica envolve:

1.       A identificação da missão, ou seja, o seu carácter, orientação global: definição dos fins estratégicos, a missão deve ser formalmente expressa, servindo de guia de orientação para tds os trabalhadores, nomeadamente os grupos q a constituem e os gestores nos diversos níveis;

2.      Introdução de políticas – práticas e coerentes internamente, a fim de clarificar o meio;

3.       A definição de objectivos que concretizam a missão; são as “metas”, os “alvos” a atingir; Os objectivos da empresa determinam seu foco e devem ser perseguidos por todos: directores, gerentes e funcionários. Enquanto a missão é por vezes definida de uma forma genérica, os objectivos devem ser explícitos de forma bem concreta;

4.      A análise da envolvente, para identificar as ameaças e oportunidades;

5.       O diagnóstico interno para evidenciar os pontos fortes e fracos;

6.      Escolha da estratégia que permitirá atingir metas e objectivos – o caminho; Para cada objectivo existem estratégias “organicamente” relacionadas, que devem também ser curtas e bem definidas. As estratégias ainda não significam o “como fazer”, e sim “o que fazer”;

7.         Após a estratégia define-se os planos, programas , ACÇÕES, que determinam o como fazer”, colocando em prática a estratégia

8.      Os orçamentos (é o termo de partida para fazer lucro);

 

 

FIM DAS BARREIRAS: ESTRATÉGIA NO CENTRO

Sistema de Gestão Estratégica

A estratégia está sempre no centro;

Tradução da Visão

Comunicação e ligação – Objectivos

Planeamento de Acções Orçamentos

Feedback e AprendizagemControle

 

É necessário controlo, planeamento das acções (são adequados os preços, se é eficiente?)

 

OBJECTIVOS DO PLANEAMENTO ESTRATÉGICO

1)      Reduzir a incerteza, projectar o futuro, por meio de um bom planeamento estratégico;

2)      Definir objectivos realizáveis e claros, pois por definição um objectivo deve de ser realizado;

3)      Permitir um controlo permanente e construtivo;

4)      Estimular as pessoas a concentrarem-se no mais importante, criar um rumo;

5)      Permitir a integração de todos os “output”da organização, não havendo áreas desnecessárias;

6)      Criar condições para o comando grupal e estimular a delegação;

7)      Estabelecer uma organização pertinente com os objectivos, com material técnico;

8)      Permitir a comunicação e estimular a motivação para alcançar as metas;

 

Dificuldades do planeamento

1) Obriga a pensar em termos de futuro que por vezes provoca receio pois as pessoas têm de fazer compromissos, trabalhar mais, etc, para tentar criar condições para o futuro.

2) Resistência à mudança. Não conhecemos a mudança e temos sempre questões. Normalmente aposta-se na mudança depois de produzir resultados. É feito por pessoas mais motivadoras e cativantes (grandes liders) porque a maioria fica á espera que aconteça algo de positivo;

3) Exige trabalho em grupo, respeitar a opinião dos outros, ter modéstia. Hoje em dia as pessoas são muito individualistas, não respeitando a opinião dos outros colegas;

4) Exige dirigentes bem preparados, profissionalizados e que acreditem nos seus colaboradores;

5) Conhecimento das técnicas específicas de planeamento;

6) Obriga ao estabelecimento, por escrito, das linhas de orientação, dos procedimentos e programas;

7) Obriga a escolher cenários;

8) Obriga a uma constante adaptação às mudanças, porque tudo na empresa muda a grande velocidade;

9) Controle construtivo permanente, ter tempo para ver o resultado das pessoas;

10) Constante análise correctiva, face aos desvios;

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s