Psicologia 1.º cap (pto 1.3.1)

Publicado: maio 15, 2010 em Psicologia

1.3.1. ­­­­­­­­­­                         Origens da Psicologia____________________________

 

1. Grécia e Roma antigas; Aristóteles.

2. 1879: criação do primeiro laboratório para o estudo experimental dos fenómenos psicológicos (Wilhem Wundt).

3. Surgimento de vários movimentos com perspectivas diferentes e que estão na origem da Psicologia Moderna:

i) Estruturalismo (Wilhelm Wundt, Edward Titchener);

ii) Funcionalismo (William James);

iii) Behaviorismo (John Watson);

iv) Gestaltismo (Max Wertheimer);

v) Teoria Psicanalítica (Sigmund Freud).

 

Há um longo passado de questões sobre o comportamento humano e os processos mentais e uma curta história de respostas científicas para essas questões. 

Longo Passado: Psicologia Pré-Científica (antes de 1879): Conjunto de teorias resultantes de especulações (Duvidas sobre os mistérios da morte, sonhos, fantasias, potencias sobrenaturais.) em as pessoas acreditava que os problemas era causados pela presença de espíritos malignos. Estes foram o pensamento mais avançado para a psicologia da época.

As raízes da Psicologia são traçadas deste Grécia e Roma Antiga, por Aristóteles, considerado o pai da Psicologia, pois escreveu os 1.os escritos sobre a maneira de pensar. Esse estudo acabava por ser fraco devido aos instrumentos rudimentares e pouco científicos que eram utilizados na altura. As observações feitas aos indivíduos tentavam compreender os estímulos e as percepções.
Ex: O quão brilhante devia ser uma estrela para ser vista» Visão
Quanto barulho era preciso algo fazer para ser ouvida» Audição
Esses estudos permitiam chegar ao limiar relativo e ao limiar absoluto.

 

__________________Começo da Psicologia

O começo formal da Psicologia tem a data de 1879 – tornando-se uma ciência com a criação do 1.º laboratório para o estudo experimental dos fenómenos psicológicos.

O 1.º Laboratócrio foi criado por Wilhem Wundt, na Alemanha, em 1879, com o objectivo de estudar os fundamentos da mente.

Surgimento de vários movimentos com perspectivas diferentes e que estão na origem da Psicologia Moderna:

 

i) Estruturalismo (Wilhelm Wundt, Edward Titchener);

 

Estruturalismo – Modelo criado por Wundt (1832-1920), inspirando-se na sua experiencia como filosofo. O Estruturalimo baseava-se na observação de várias experiências e depois se tentava dar uma consistência científica à Psicologia.

O objectivo de Wundt era descobrir a estrutura da experiencia consciente (elementos fundamentais que constituem a base do pensamento, da consciência, das emoções e dos estados mentais.) daí o nome de estruturalismo

 Wundt criou um método que era bastante subjectivo o que o levou a ser criticado, porque as pessoas tem dificuldade em responder detalhadamente suas emoções e sensações aos estímulos apresentados e alem disso não era considerado por método cientifico.

 

 Era o Método da Introspecção Analítica » Utilizado em laboratório em que eram apresentados vários estímulos e  os indivíduos eram questionados para descreverem detalhadamente o que experienciam – das sensações e sentimentos que experimentavam – em resposta a determinados estímulos.


Mais tarde apareceu Edward Titchener, seguidor de Wundt, que se preocupava com a localização de estruturas no sistema nervoso. Ex: Onde é que no sistema nervoso é desencadeado um determinado processo, como o estado de alegria por exemplo. No entanto não se conseguiu implementar na Europa por estar ofuscado por Wundt e acabou por emigrar para os EUA onde teve grande impacto.


Limitações do Estruturalismo »

– O Estruturalismo excluía a possibilidade de estudos com crianças ou animais, pois não os considerava capazes de se exprimirem da melhor maneira.

– A abordagem era obscura bem como altamente subjectiva e não permitia aplicar a psicologia em termos prático.

– Exclusão da compreenção de fenómenos complexos de cognição (pensamento, linguagem, moralidade ou anormalidade)

 

ii) Funcionalismo (William James)

 

O Funcionalismo surgiu para ultrapassar as limitações do Estruturalismo visto este ser considerado artificial, inacto e limitado porque a consciência evolui sempre com o tempo, é selectiva na escolha de estímulos e ajuda na adaptação a estímulos. O estruturalismo divide o ser humano e não o estudam como um todo.

O Funcionalismo surgiu a partir da Biologia estendendo-se depois a vários domínios. O funcionalismobaseia-se numa Observação rigorosa. Tentava perceber quais as funções que existiam no cérebro e como essas acções influenciam as suas acções.

 

____________O seu fundador é William James (1842 – 1910).

 

James criou um laboratório para ser utilizado apenas para as suas aulas. Não achava o Estruturalismo como um método adequado e contestava também o método utilizado por Wundt, pois a consciência não é algo que possamos olhar e dizer que tudo está situado num determinado ponto. A consciência não é estática mas existe sim uma evolução divisível, e além disso tem de se estudar o ser humano como um todo não por partes.

 

___________________Interesses do funcionalismo:

 

– Como funcionam os processos mentais que ajudam o ser humano a adaptar-se ao meio?

 

James criou então um novo método para substituir o Método de Introspecção Analítica, designado Introspecção Informal que consistia em pedir às pessoas que relatassem de modo informal o que sentiam num determinado momento pois não se podem criar sentimentos de forma artificial. Acabava por estudar o funcionamento dos processos mentais.

__________________Pontos comuns a todos os funcionalistas:

 

i) Estudo do funcionamento dos processos mentais e outros fenómenos (comportamento

do infantil humano e outros animais) e o funcionamento da anormalidade e as diferenças individuais entre pessoas

 

ii) Metodologia da introspecção informal e dos métodos objectivos.

 

iii) Conhecimentos da Psicologia devem ser aplicados a postulados (que vão ser mais tarde incorporados na abordagem cognitiva contemporânea).

 

 

iii) Behaviorismo (John Watson);

 

John Watson foi o 1.º psicólogo americano (década de 1920) a defender o comportamentalismo = Behaviorismo– Era visto como um movimento polémico que contestava tanto o Estruturalismo como o Funcionalismo pois não lhes reconhecia qualquer subjectividade e que o carácter subjectivo da introspecção era incompatível com aquilo que deve ser um método cientifico.

 

Watson argumentava que o psicólogo não devia de estudar a consciência ou os processos mentais, tal como não podia observar a alma não podemos observar a consciência e os processos mentais.

Para watson, a psicologia só poderia ser o estudo do que é observável e verificável, usando métodos objectivos, por via do estudo e da modificação do ambiente em que as pessoas viviam.

Afirmou que “dêem-me uma dúzia de crianças que eu garanto que posso escolher aleatoriamente uma delas e treina-la para ser o tipo de especialista que eu quero – advogado, mecânica, et..”

 

­                                          Matriz principal do behaviorismo

Toma a observação comportamental como o seu fundamento de estudo.

 

 

Na perspectiva behaviorista, a tarefa da psicologia era:

 

Descrever, explicar, predizer e controlar o comportamento.

 

– O estudo dos factores ambientais (estímulos) e comportamento observável (respostas) – Ao controlar o ambiente de uma pessoa era possível desencadear qualquer tipo de comportamento desejável – o de prever, dado certo estimulo, a reacção de um organismo e perante determinada resposta, identificar o estímulo ou estímulos que a desencadeiam.

Há o reconhecimento da existência de factores hereditários mas é o MEIO é o que mais influência tem no comportamento, aptidões e traços de personalidade;

 Descrever, explicar, predizer e controlar o comportamento;

 

Estudo de humanos e outros animais;Exemplo:Pavlov   ao estudar o fenómeno de digestão dos cães; Watson e a sua experienciam com o bebé e os ratinhos e os coelhos brancos; e a Caixa de skinner.

 

 Era usado para compreender o pensamento através do que cada um pensava, o que não poderia ser considerado cientifico já que os resultados foram muito dispares o que levou a concluir que cada um entende a realidade de uma forma única. No entanto acabou por tornar a Psicologia numa ciência credível. Acreditavam que o meio, e não a genética, influenciavam o comportamento humano.

 

­­_____________________Aplicação prática da Psicologia:

Educação Trabalho, etc.

 

                                 Influência do behaviorismo na Psicologia contemporânea

 Educação Trabalho, etc.

 

 

 

iv) Gestaltismo (Max Wertheimer);

 

A perspectiva Gestaltista  ou Psicologia Gestalt surgiu na Alemanha a partir de 1912.

Os psicólogos mais destacados são Wolgang Koller (1887-1967) e Max Wertheimer (1880 – 1943).

Psicologia de Gestalt é um termo alemão que significa “padrão”, “forma” ou “configuração”, isto é, o estudo de como a percepção é organizada). O todo é maior qeu a soma das partes, ou seja, concentram-se na maneira como as pessoas consideram os elementos a realidade – percepção – na sua totalidade.

 

Elaboraram a lei geral  lei da figura fundo – que diz:  a primeira coisa que fazemos quando percepcionamos é separar a figura do que é fundo. Percepcionamos uma figura que se destaca sobre um fundo que fica em segundo plano.

Para sentir a realidade usamos a audição, visão, etc, e temos de observar como um todo, ou seja, usar globalmente os nossos sentidos para perceber e analisar os “dados”.

Em oposição ao behaviorismos declaram que a psicologia deveria ocupar seu estudo essencialmente da experiencia conciente em vez de se limitar ao comportamento observável. E alem disso criticaram o estruturalismo por insistir na decomposição processos mentais nas suas undades básicas.

 

 

v) Teoria Psicanalítica (Sigmund Freud):

 

Fundada por Sigmund Freud (1856-1939).

Freud especializou-se no tratamento de perturbações neuróticas (tais como a cegueira, paralisia sem que houvesse qualquer causa orgânica) e começou por utilizar a Hipnose como método terapêutico. Abandonou este método, porque muitos dos pacientes resistiam.

Freud apercebeu-se que muitos dos sintomas físicos dos seus pacientes eram causados por factores ambientais e emocionais. Muitos não se recordavam de acontecimentos perturbantes traumáticos da 1.ª infância.  Assim recorreu ao método de associação livre e à interpretação dos sonhos, que consistia: exigia que o paciente (deitado num divã) falasse acerca de si mesmo livremente, sem restrições, de modo a fornecer pistas que permitissem desocultar as memórias enterradas no seu inconsciente, tornando-as conscientes a fim de pôr termo ao sofrimento diz que na primeira infância é que surgem os seus primeiros traços de personalidade fundamentais e esses mesmos traços só se desenvolvem até cerca dos 15 anos.

Assim, a psicanálise – prática clínica – utilzando a auto-observação e tratamento de pacientes, formulando hipóteses de forma a comparar com a observação, envolve sessões frequentes, e foi desta forma que Freud formulou as teorias sobre personalidade normal e anormal.

Fontes de comportamento não normal: são conflitos do passado mal resolvidos, e na possibilidade de impulsos inconscientes e inaceitáveis poderam aceder ao consciente. Para se protegerem da possível ansiedade provocada por estes conflitos as pessoas utilizam mecanismos de defesa para se protegerem as si mesmas destes impulsos inconscientes.

 

­­­­­­­­­­­­­­­­­­____________Principais ideias defendidas pelos freudianos:

 

i) Estudo das leis e determinantes de personalidade normal e anormal;

 

ii) Elaboração de métodos de tratamento para desordens da personalidade;

 

iii) Terapia para desordens de personalidade – trazer à consciência aspectos importantes da personalidade como: motivos inconscientes, lembranças, medos, conflitos e frustrações;

 

iv) A formação da personalidade e a 1ª infância;

 

v) Estudo da personalidade implica relacionamento prolongado e íntimo entre paciente e terapeuta.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s