B1) ESTADOS ALTERADOS DA CONSCIÊNCIA: sono e os sonhos

Publicado: julho 1, 2010 em Psicologia

(B1) ESTADOS ALTERADOS DA CONSCIÊNCIA:

                    OS QUE SÃO PRODUZIDOS NATURALMENTE: SONO E SONHO

 

Estudos sobre o sono e o sonho:

 

  • Os primeiros laboratórios de sono surgem nos anos 50,
  • Estudos mostram que existem diferentes tipos de sonho com diferentes estágios  que têm actividades cerebrais e corporais próprias;

 

Estudos:

 

i)                    Em laboratório: (uso dos electroencefalografo  ou EEG que medem a actividade eléctrica do sono, e são registados os perfis de onda. Aqui identifica-se o tipo de sono bem como o seu estágio e após a pessoa despertar esta tem que descrever o sonho;

 

ii)                  Em meio natural.

 

 

CICLO DO SONO: Pode variar de pessoa para pessoa e de noite para noite. Apresenta 3 fases distintas:

1.      Estado de pré-sono ou estádio de vigília

2.      Sono MRO ou REM

3.      Sono NMRO

o   Sono leve

o   Sono intermédio

o   Sono profundo

o   Sono mais profundo

 

TIPOS DE SONO

 

1.      ESTADO DE PRÉ-SONO (ESTAGIO 0):

o   É um estádio de transição entre o estar acordado e o sono em que as pessoas começam a adormecer, ainda se está acordado mas quase não se reage aos estímulos sensoriais.

o   Descrevem-se: sensações de flutuação, imagens e fragmentos de sonho.

 

2.      ESTADO DO MRO OU REM:

o   Movimento rápido dos olhos ou sono REM, devido ao acompanhamento das imagens dos sonhos;

o   Sonhos nítidos ocorrendo sensivelmente de 90 em 90 minutos;

o   Intensa alteração do estado de consciência;

o   Os maiores músculos do sonho parecem paralisados;

o   Não se reage à maioria dos estímulos externos;

o   A Respiração e o ritmo cardíaco aumentam e tornam-se irregulares, que durante o sono NMRO.

 

3.      ESTADO DE SONO NMRO:

o   À medida que se avança neste sono: O corpo fica mais relaxado; e é se menos sensível aos estímulos externos (é mais difícil de acordar)

 

3.1  Estádios de sono NMRO

 

1.                                                        SONO LEVE (dura apenas uns minutos)

·                       Se a pessoa está a adormecer: Corpo fica mais relaxado e é fácil acordar.

·         Se forem acordados: Não se tem consciência de se ter dormido e continuam a ter as sensações de flutuação, pensamentos, imagens vagas e fragmentos de sonho.

 

2.                                                        SONO INTERMÉDIO: Podem ocorrer alucinações, clarões de luz, etc.

 

3.                                                        SONO PROFUNDO: É difícil acordar

 

4.                                                        SONO MAIS PROFUNDO:

·      Totalmente relaxado e muito difícil acordar,

·      Não se reage aos estímulos externos (semelhante ao sono REM);

·      É nesta fase que ocorre o sonambulismo, os pesadelos, etc.

 

PRIVAÇÃO DO SONO:

 

a)      O número de horas de sono necessário é variável, entre as 7/8h p/noite, embora algumas p necessitam apenas de 5h e outras de 10h.

 

b)      Ainda não se sabe porque necessitamos de dormir, existindo apenas hipóteses: para o corpo vitalizar-se, descanso e recuperação de energia, etc.

 

PRIVAÇÃO DO SONO: EFEITOS A LONGO PRAZO

 

(1)   EFEITOS FISÍCOS:

·         Tremores nas mãos, frio

·         É difícil focalizar a vista, têm alucinações e visões

·         Maior sensibilidade à dor

·         Coração e aparelho respiratório “preguiçosos”, etc.

 

(2)   EFEITOS NO COMPORTAMENTO:

·         Dificuldades de concentração, “Má” percepção, falta de criatividade;

·         Dificuldade em executar tarefas complexas ou prolongadas;

·         Sentem-se fracas, Irritáveis, Apáticas;

·         Lentidão na reacção, etc.

 

Os sintomas não são graves e desaparecem depois de um período de sono compensatório (fica-se apenas algo cansado)

 

PRIVAÇÃO DO SONO MRO ou REM

Se este sono for privado, aparece períodos mais longos e frequentes deste tipo de sono e o estado de vigília não é mt afectado.

 

 

Estado de sono MRO (3.)

 

Os estudos mostram que:

 

  • (1)Todos os mamíferos parecem experimentar períodos de sono REM;
  • (2)a espécie humana não passa mais tempo em sono REM que as outras espécies;
  • (3)O sono REM é mais frequente na infância que na juventude e idade adulta;
  • (4) É possível que o sono REM desempenhe um papel no desenvolvimento do sistema nervoso central (SNC).
  • (5) Quando o SNC já está amadurecido, o sono REM provoca circuitos específicos no cérebro e conserva-os para o bom funcionamento;
  • Estudos de laboratório sugerem que o sono REM permite descarregar pulsões (ex. agressividade) periodicamente evitando assim o acumular de energia que poderia causar problemas (corrobora a perspectiva de Freud).

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s